Autor Tópico: [Documentàrio] Zeitgeist: Addendum  (Lida 4200 vezes)

Offline Lok

  • Global Moderator
  • Newbie
  • *****
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« em: Outubro 05, 2008, 05:43:44 pm »
[/align:129480e4c2]

Chegou o novo capitulo de Zeitgeist, neste filme falam sobre o cartel que existe na economia e como podemos mudar a sociedade para acabar com a ditadura em que vivemos.

[embed id=\\"VideoPlayback\\" src=\\"http://video.google.com/googleplayer.swf?docid=7065205277695921912&hl=en&fs=true\\" allowFullScreen=\\"true\\" allowScriptAccess=\\"always\\" type=\\"application/x-shockwave-flash\\"] [/embed]
There is a time when the operation of the machine becomes so odious, makes you so sick at heart, that you can't take part; you can't even passively take part, and you've got to put your bodies upon the gears and upon the wheels, upon the levers, upon all the apparatus, and you've got to make it stop. And you've got to indicate to the people who run it, to the people who own it, that unless you're free, the machine will be prevented from working at all!

Offline Navyseal

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
    • http://slayeralfa.blogspot.com
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #1 em: Outubro 05, 2008, 07:13:36 pm »
Já o vi ontem :x a meu ver o projecto que apresentam é demasiado fantasioso para a nossa sociedade.
Já conheces o meu novo blog? http://slayeralfa.blogspot.com

Offline Lok

  • Global Moderator
  • Newbie
  • *****
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #2 em: Outubro 05, 2008, 07:19:19 pm »
Fantasioso em que sentido? Eu achei que a ideia està muito boa, è claro que vai ser preciso algumas mudanças radicais e que no ìnicio seria dificil. Acho que o projecto do maglev è bastante dificil de fazer porque para criar aqueles tuneis todos seria preciso muito tempo.

Acho que ele tirou vàrias ideias ao Anarquismo e Comunismo para criar esta sociedade sem dinheiro (que a meu ver era o ideal), mas ele tem razao em dizer que a nossa tecnologia podia estar muito mais avançada se não fossem as corporações a dominarem tudo.
There is a time when the operation of the machine becomes so odious, makes you so sick at heart, that you can't take part; you can't even passively take part, and you've got to put your bodies upon the gears and upon the wheels, upon the levers, upon all the apparatus, and you've got to make it stop. And you've got to indicate to the people who run it, to the people who own it, that unless you're free, the machine will be prevented from working at all!

Offline Navyseal

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
    • http://slayeralfa.blogspot.com
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #3 em: Outubro 05, 2008, 09:18:00 pm »
Citar
Fantasioso em que sentido? Eu achei que a ideia està muito boa, è claro que vai ser preciso algumas mudanças radicais e que no ìnicio seria dificil. Acho que o projecto do maglev è bastante dificil de fazer porque para criar aqueles tuneis todos seria preciso muito tempo.

Fantasioso no sentido de mudar radicalmente a mentalidade e não creio que apagando a tv, fossem mudar, teria impacto sim senhor, mas se reparar-mos na história e no tempo em que não havia tv, os rebanhos continuavam a existir. Se bem que o acesso à educação fora limitado de alguma forma.
Nos tempos actuais o acesso ao que quer que seja, é quase ilimitado e ninguém quer saber de nada, apenas alguns indivíduos conseguem destacar-se do grupo e saber lidar bem com as pressões.
Creio que o principal problema se irá manter, mesmo ensinando as pessoas a reflectir, é preciso ensinar-lhes que estão sozinhas no mundo e são responsáveis pelas suas acções. O grupo alivia essa pressão mas não a elimina, daí os comportamentos desviantes do carácter humano e a cultura de imitação.

Já as restantes infraestruturas levariam anos e para as construir continuaria a ser necessário uma data de recursos naturais.

Em suma é preciso demasiado tempo, o mais provável é que venha a existir uma nova revolução seja local ou mundial que vá criar um novo boom económico criando novamente o ciclo de prosperidade.

Citar
Acho que ele tirou vàrias ideias ao Anarquismo e Comunismo para criar esta sociedade sem dinheiro (que a meu ver era o ideal), mas ele tem razao em dizer que a nossa tecnologia podia estar muito mais avançada se não fossem as corporações a dominarem tudo.

Eu acho que o sistema deles se baseia mais na tecnocracia, do que propriamente nesses dois sistemas. Além do mais a inveja, competitividade e outros elementos naturais nunca vão desaparecer, sendo que é impossível ou inevitável evitar o crime de forma absoluta.

Por tudo isso é que considero o projecto uma fantasia.
Já conheces o meu novo blog? http://slayeralfa.blogspot.com

Offline Lok

  • Global Moderator
  • Newbie
  • *****
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #4 em: Outubro 06, 2008, 05:23:40 pm »
Citar
Citar
Fantasioso em que sentido? Eu achei que a ideia està muito boa, è claro que vai ser preciso algumas mudanças radicais e que no ìnicio seria dificil. Acho que o projecto do maglev è bastante dificil de fazer porque para criar aqueles tuneis todos seria preciso muito tempo.

Fantasioso no sentido de mudar radicalmente a mentalidade e não creio que apagando a tv, fossem mudar, teria impacto sim senhor, mas se reparar-mos na história e no tempo em que não havia tv, os rebanhos continuavam a existir. Se bem que o acesso à educação fora limitado de alguma forma.
Nos tempos actuais o acesso ao que quer que seja, é quase ilimitado e ninguém quer saber de nada, apenas alguns indivíduos conseguem destacar-se do grupo e saber lidar bem com as pressões.
Creio que o principal problema se irá manter, mesmo ensinando as pessoas a reflectir, é preciso ensinar-lhes que estão sozinhas no mundo e são responsáveis pelas suas acções. O grupo alivia essa pressão mas não a elimina, daí os comportamentos desviantes do carácter humano e a cultura de imitação.

Já as restantes infraestruturas levariam anos e para as construir continuaria a ser necessário uma data de recursos naturais.

Em suma é preciso demasiado tempo, o mais provável é que venha a existir uma nova revolução seja local ou mundial que vá criar um novo boom económico criando novamente o ciclo de prosperidade.

Citar
Acho que ele tirou vàrias ideias ao Anarquismo e Comunismo para criar esta sociedade sem dinheiro (que a meu ver era o ideal), mas ele tem razao em dizer que a nossa tecnologia podia estar muito mais avançada se não fossem as corporações a dominarem tudo.

Eu acho que o sistema deles se baseia mais na tecnocracia, do que propriamente nesses dois sistemas. Além do mais a inveja, competitividade e outros elementos naturais nunca vão desaparecer, sendo que é impossível ou inevitável evitar o crime de forma absoluta.

Por tudo isso é que considero o projecto uma fantasia.

Mas repara que ele quer fazer uma sociedade em comunidade, è errado pensar que vivemos sozinhos e que as nossas acções apenas nos dizem respeito. Existe a tecnologia para fazer aquilo e muito mais, mas è claro que iria demorar muito tempo para mudar a mentalidade das pessoas.
Mas enganaste sobre o tal ciclo de prosperiadade, o que ele quer fazer è criar apenas uma classe social, neste caso seria a classe mèdia/alta. Se existir outro ciclo de prosperiadade apenas seria para nòs que vivemos no "Primeiro mundo" o resto do planeta continuaria a viver na bosta, ele apenas quer tornar o mundo igual para todos. Acho que se limitassemos os bens essenciais, ou a distribuição de comida fosse racionalizada haveria uma grande hipotese de criar uma sociedade parecida.

No que toca à criminalidade, acho que não desapareceria mas seria bastante menor, è claro que os crimes passionais ou assassinios apenas por prazer continuariam a acontecer, mas agora roubos e crimes relacionados com bens e dinheiro (que poderiam levar ao homicidio ou a agressões extremas) iriam simplesmente desaparecer. Porque iria alguem matar outra pessoa para roubar algo que podem obter facilmente e sem custo?
There is a time when the operation of the machine becomes so odious, makes you so sick at heart, that you can't take part; you can't even passively take part, and you've got to put your bodies upon the gears and upon the wheels, upon the levers, upon all the apparatus, and you've got to make it stop. And you've got to indicate to the people who run it, to the people who own it, that unless you're free, the machine will be prevented from working at all!

Offline bOLT

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #5 em: Outubro 06, 2008, 05:58:00 pm »
Zeitigeist.serious bizness

Eles no 1º têm razão em algumas partes, mas fico lixado de ver que quem fez o documentário puxa e muito "a brasa á sua sardinha" principalmente na parte da religião, eles dão ali cada calinada sobre egiptologia que é uma coisa estupida.. fica-se mesmo com a impressão que eles querem levar as pessoas a acreditar naquilo á força toda, a partir dai fiquei sem fé nenhuma neste movimento...
"nessa tua dramática limitação mental,
 ainda acreditas que a rádio e esses canais de música
 têm algum critério de qualidade..." Pela Música Pt.1

Offline Lok

  • Global Moderator
  • Newbie
  • *****
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #6 em: Outubro 06, 2008, 06:10:11 pm »
Citar
Zeitigeist.serious bizness

Eles no 1º têm razão em algumas partes, mas fico lixado de ver que quem fez o documentário puxa e muito "a brasa á sua sardinha" principalmente na parte da religião, eles dão ali cada calinada sobre egiptologia que é uma coisa estupida.. fica-se mesmo com a impressão que eles querem levar as pessoas a acreditar naquilo á força toda, a partir dai fiquei sem fé nenhuma neste movimento...

A primeira parte sobre a religião està mal feita e com vàrios erros, agora o resto do documentàrio faz sentido.
There is a time when the operation of the machine becomes so odious, makes you so sick at heart, that you can't take part; you can't even passively take part, and you've got to put your bodies upon the gears and upon the wheels, upon the levers, upon all the apparatus, and you've got to make it stop. And you've got to indicate to the people who run it, to the people who own it, that unless you're free, the machine will be prevented from working at all!

Offline bOLT

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #7 em: Outubro 06, 2008, 06:16:27 pm »
Citar
Citar
Zeitigeist.serious bizness

Eles no 1º têm razão em algumas partes, mas fico lixado de ver que quem fez o documentário puxa e muito "a brasa á sua sardinha" principalmente na parte da religião, eles dão ali cada calinada sobre egiptologia que é uma coisa estupida.. fica-se mesmo com a impressão que eles querem levar as pessoas a acreditar naquilo á força toda, a partir dai fiquei sem fé nenhuma neste movimento...

A primeira parte sobre a religião està mal feita e com vàrios erros, agora o resto do documentàrio faz sentido.

Concordo.
O resto para mim faz sentido, não tudo o que lá esta mas grande parte.
Este novo provavelmente vou concordar com algumas coisas, ainda não vi, quando vir venho aqui mandar uns bitaites ;x
"nessa tua dramática limitação mental,
 ainda acreditas que a rádio e esses canais de música
 têm algum critério de qualidade..." Pela Música Pt.1

Offline Navyseal

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
    • http://slayeralfa.blogspot.com
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #8 em: Outubro 06, 2008, 07:49:07 pm »
Citar
Mas repara que ele quer fazer uma sociedade em comunidade, è errado pensar que vivemos sozinhos e que as nossas acções apenas nos dizem respeito. Existe a tecnologia para fazer aquilo e muito mais, mas è claro que iria demorar muito tempo para mudar a mentalidade das pessoas.
Mas enganaste sobre o tal ciclo de prosperiadade, o que ele quer fazer è criar apenas uma classe social, neste caso seria a classe mèdia/alta. Se existir outro ciclo de prosperiadade apenas seria para nòs que vivemos no "Primeiro mundo" o resto do planeta continuaria a viver na bosta, ele apenas quer tornar o mundo igual para todos. Acho que se limitassemos os bens essenciais, ou a distribuição de comida fosse racionalizada haveria uma grande hipotese de criar uma sociedade parecida.

No que toca à criminalidade, acho que não desapareceria mas seria bastante menor, è claro que os crimes passionais ou assassinios apenas por prazer continuariam a acontecer, mas agora roubos e crimes relacionados com bens e dinheiro (que poderiam levar ao homicidio ou a agressões extremas) iriam simplesmente desaparecer. Porque iria alguem matar outra pessoa para roubar algo que podem obter facilmente e sem custo?

É extremamente difícil por as pessoas a pensar por si mesmas no todo, basta que ver que todos tivemos a mesma formação, mas apenas meia dúzia de nós é que realmente se preocupa com a evolução do país e da sociedade o resto quer é putas e vinho verde. Neste ponto é algo que eu não compreendo como é que a maioria estagnou sendo a formação a mesma.

Em relação à criminalidade de bens não concordo contigo, pensa bem nos bens que são roubados: tabaco, $ (como é óbvio), álcool, aparelhos electrónicos e pouco mais é só mesmo para ter, ninguém rouba pão ou arroz, mas sim bens não essenciais. O combate ao crime necessita de um largo espectro de compreensão e um grande estudo para perceber afinal onde estão as necessidades, se é que realmente estas existem.

Citar
Citar
Zeitigeist.serious bizness

Eles no 1º têm razão em algumas partes, mas fico lixado de ver que quem fez o documentário puxa e muito "a brasa á sua sardinha" principalmente na parte da religião, eles dão ali cada calinada sobre egiptologia que é uma coisa estupida.. fica-se mesmo com a impressão que eles querem levar as pessoas a acreditar naquilo á força toda, a partir dai fiquei sem fé nenhuma neste movimento...

A primeira parte sobre a religião està mal feita e com vàrios erros, agora o resto do documentàrio faz sentido.

Eu vejo mais como uma forma de nos fazer pensar, mesmo estando ciente de vários erros, tentaram, coisa que até agora tinha vindo a ser camuflada por todos.
Já conheces o meu novo blog? http://slayeralfa.blogspot.com

Offline Lok

  • Global Moderator
  • Newbie
  • *****
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #9 em: Outubro 06, 2008, 07:58:26 pm »
Citar
Citar
Mas repara que ele quer fazer uma sociedade em comunidade, è errado pensar que vivemos sozinhos e que as nossas acções apenas nos dizem respeito. Existe a tecnologia para fazer aquilo e muito mais, mas è claro que iria demorar muito tempo para mudar a mentalidade das pessoas.
Mas enganaste sobre o tal ciclo de prosperiadade, o que ele quer fazer è criar apenas uma classe social, neste caso seria a classe mèdia/alta. Se existir outro ciclo de prosperiadade apenas seria para nòs que vivemos no "Primeiro mundo" o resto do planeta continuaria a viver na bosta, ele apenas quer tornar o mundo igual para todos. Acho que se limitassemos os bens essenciais, ou a distribuição de comida fosse racionalizada haveria uma grande hipotese de criar uma sociedade parecida.

No que toca à criminalidade, acho que não desapareceria mas seria bastante menor, è claro que os crimes passionais ou assassinios apenas por prazer continuariam a acontecer, mas agora roubos e crimes relacionados com bens e dinheiro (que poderiam levar ao homicidio ou a agressões extremas) iriam simplesmente desaparecer. Porque iria alguem matar outra pessoa para roubar algo que podem obter facilmente e sem custo?

É extremamente difícil por as pessoas a pensar por si mesmas no todo, basta que ver que todos tivemos a mesma formação, mas apenas meia dúzia de nós é que realmente se preocupa com a evolução do país e da sociedade o resto quer é putas e vinho verde. Neste ponto é algo que eu não compreendo como é que a maioria estagnou sendo a formação a mesma.



Em relação à criminalidade de bens não concordo contigo, pensa bem nos bens que são roubados: tabaco, $ (como é óbvio), álcool, aparelhos electrónicos e pouco mais é só mesmo para ter, ninguém rouba pão ou arroz, mas sim bens não essenciais. O combate ao crime necessita de um largo espectro de compreensão e um grande estudo para perceber afinal onde estão as necessidades, se é que realmente estas existem.

Citar
Citar
Zeitigeist.serious bizness

Eles no 1º têm razão em algumas partes, mas fico lixado de ver que quem fez o documentário puxa e muito "a brasa á sua sardinha" principalmente na parte da religião, eles dão ali cada calinada sobre egiptologia que é uma coisa estupida.. fica-se mesmo com a impressão que eles querem levar as pessoas a acreditar naquilo á força toda, a partir dai fiquei sem fé nenhuma neste movimento...

A primeira parte sobre a religião està mal feita e com vàrios erros, agora o resto do documentàrio faz sentido.

Eu vejo mais como uma forma de nos fazer pensar, mesmo estando ciente de vários erros, tentaram, coisa que até agora tinha vindo a ser camuflada por todos.

Basta entrares num hipermercado para perceberes a quantidade de productos desnecessàrios. Nesta caso eu acabaria com as marcas, existiria apenas um tipo de cada artigo necessàrio.
No que toca aos artigos de "luxo" como TV\\'s ou iPods, aparelhagens hi-fi, DVD\\'s etc seriam fàcilmente produzidos gratuitamente e dados ao povo, se tudo o que necessesitas està à tua disposição e se todos têm as mesmas coisas não iria haver qualquer tipo de roubos porque não seria lògico. Os productos deste tipo apenas são escaços e caros porque, como diz no Doc, as empresas assim o querem.

Na primeira parte do Zeitgeist original existem vàrios erros ou mesmo afirmações pouco lògicas, como è que eles podem dizer que hòrus ou outra divindade nasceu no natal ou em dezembro quando esses meses nao existiam e esses povos contavam os anos de maneira diferente?
There is a time when the operation of the machine becomes so odious, makes you so sick at heart, that you can't take part; you can't even passively take part, and you've got to put your bodies upon the gears and upon the wheels, upon the levers, upon all the apparatus, and you've got to make it stop. And you've got to indicate to the people who run it, to the people who own it, that unless you're free, the machine will be prevented from working at all!

Offline Navyseal

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
    • http://slayeralfa.blogspot.com
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #10 em: Outubro 06, 2008, 10:57:50 pm »
Citar
Basta entrares num hipermercado para perceberes a quantidade de productos desnecessàrios. Nesta caso eu acabaria com as marcas, existiria apenas um tipo de cada artigo necessàrio.
No que toca aos artigos de "luxo" como TV\\'s ou iPods, aparelhagens hi-fi, DVD\\'s etc seriam fàcilmente produzidos gratuitamente e dados ao povo, se tudo o que necessesitas està à tua disposição e se todos têm as mesmas coisas não iria haver qualquer tipo de roubos porque não seria lògico. Os productos deste tipo apenas são escaços e caros porque, como diz no Doc, as empresas assim o querem.

Na primeira parte do Zeitgeist original existem vàrios erros ou mesmo afirmações pouco lògicas, como è que eles podem dizer que hòrus ou outra divindade nasceu no natal ou em dezembro quando esses meses nao existiam e esses povos contavam os anos de maneira diferente?

Mas o facto do hipermercado lá ter coisas à venda ou individuos terem as coisas, não significa que todos tenham o direito de as ter, pelo menos no mundo actual. Cada um deve ter aquilo para que tem posses e para que trabalha, o resto são sonhos, se tivermos a possibilidade de termos tudo, nunca seremos verdadeiramente felizes na vida, o segredo da felicidade (se é que alguma vez ela existiu) está no ultrapassar problemas e alcançar o sucesso!
Crime é o modo mais fácil de se obter algo fácil e rapidamente. O modo mais difícil é ter uma carreira profissional. Mais uma vez vem a questão: se dedicassem 30% à formação profissional, do tempo que dedicam à socialização, eram só ricassos pelo nosso país fora.
Já conheces o meu novo blog? http://slayeralfa.blogspot.com

Offline Lok

  • Global Moderator
  • Newbie
  • *****
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #11 em: Outubro 07, 2008, 05:00:24 pm »
Citar
Citar
Basta entrares num hipermercado para perceberes a quantidade de productos desnecessàrios. Nesta caso eu acabaria com as marcas, existiria apenas um tipo de cada artigo necessàrio.
No que toca aos artigos de "luxo" como TV\\'s ou iPods, aparelhagens hi-fi, DVD\\'s etc seriam fàcilmente produzidos gratuitamente e dados ao povo, se tudo o que necessesitas està à tua disposição e se todos têm as mesmas coisas não iria haver qualquer tipo de roubos porque não seria lògico. Os productos deste tipo apenas são escaços e caros porque, como diz no Doc, as empresas assim o querem.

Na primeira parte do Zeitgeist original existem vàrios erros ou mesmo afirmações pouco lògicas, como è que eles podem dizer que hòrus ou outra divindade nasceu no natal ou em dezembro quando esses meses nao existiam e esses povos contavam os anos de maneira diferente?

Mas o facto do hipermercado lá ter coisas à venda ou individuos terem as coisas, não significa que todos tenham o direito de as ter, pelo menos no mundo actual. Cada um deve ter aquilo para que tem posses e para que trabalha, o resto são sonhos, se tivermos a possibilidade de termos tudo, nunca seremos verdadeiramente felizes na vida, o segredo da felicidade (se é que alguma vez ela existiu) está no ultrapassar problemas e alcançar o sucesso!
Crime é o modo mais fácil de se obter algo fácil e rapidamente. O modo mais difícil é ter uma carreira profissional. Mais uma vez vem a questão: se dedicassem 30% à formação profissional, do tempo que dedicam à socialização, eram só ricassos pelo nosso país fora.

Sendo assim ès a favor da desigualdade? Eu apoio a vida em comunidade, sinceramente acho que esta ilusão de sermos individuos està para acabar quando a crise rebentar como deve de ser. E se cada um podesse ter o que quer sem ter posses ou conforme o trabalho que faz? O sucesso apenas se consegue se lixarmos muitas pessoas pelo caminho, no fim volta tudo ao mesmo, os que nao conseguiram ficam para tras e os que conseguiram sobem ao estrato mais alto e passam a ser chefes.
There is a time when the operation of the machine becomes so odious, makes you so sick at heart, that you can't take part; you can't even passively take part, and you've got to put your bodies upon the gears and upon the wheels, upon the levers, upon all the apparatus, and you've got to make it stop. And you've got to indicate to the people who run it, to the people who own it, that unless you're free, the machine will be prevented from working at all!

Offline Navyseal

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
    • http://slayeralfa.blogspot.com
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #12 em: Outubro 07, 2008, 07:31:30 pm »
Citar
Sendo assim ès a favor da desigualdade? Eu apoio a vida em comunidade, sinceramente acho que esta ilusão de sermos individuos està para acabar quando a crise rebentar como deve de ser. E se cada um podesse ter o que quer sem ter posses ou conforme o trabalho que faz? O sucesso apenas se consegue se lixarmos muitas pessoas pelo caminho, no fim volta tudo ao mesmo, os que nao conseguiram ficam para tras e os que conseguiram sobem ao estrato mais alto e passam a ser chefes.

Sou a favor da igualdade de oportunidades, mas acredito que deve haver sempre uma entidade superior para em ultimo caso repor a ordem. As pessoas têm tendencia para abusar da liberdade, falo nas pessoas do sistema actual, seriam precisos séculos para mudar a mentalidade dos humanos.
O espirito de competição é natural, mas não significa que todos estejam à altura, numa sociedade retratada como é apresentada não haveria competição, pois eram as maquinas que fariam as coisas para nos satisfazer e o mais certo era acabarmos em estagnação caso os humanos não fossem devidamente preparados para dar sem esperar receber algo em troca.
Já conheces o meu novo blog? http://slayeralfa.blogspot.com

Offline thx

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #13 em: Novembro 08, 2008, 09:24:23 am »
boas,

E se passarmos da teoria a pratica? distribuir dvd´s do Addendum nos sítios onde os jornais são oferecidos e
para angariar mais cópias pedia-se a doação de dvd´s virgens.

Offline Navyseal

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
    • http://slayeralfa.blogspot.com
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #14 em: Novembro 08, 2008, 10:49:08 am »
Citação de: thx
boas,

E se passarmos da teoria a pratica? distribuir dvd´s do Addendum nos sítios onde os jornais são oferecidos e
para angariar mais cópias pedia-se a doação de dvd´s virgens.

Não é assim tão fácil, a vasta maioria das pessoas não têm capacidade mental para interiorizar os vários conceitos existentes no filme. Este facilmente será criticado por seguir tendências marxistas ou de ser irreal entre outras desculpas mais forretas de indivíduos que foram programados a competir desde putos e a pensar de forma limitada ao seu umbigo.


PS: Lok no caminho que fazia para o emprego encontrei uns grafittis interessantes:
2 pequenos em locais diferentes, na parede com a bandeira americana e no sitio das estrelas estava a suástica nazi, em cima da bandeira dizia: United States e em baixo Of Nazism. Numa paragem tinha no chão: "11 de Setembro dia da lavagem cerebral mundial".
Sempre é melhor que as sigs :X
« Última modificação: Novembro 08, 2008, 10:52:44 am por Navyseal »
Já conheces o meu novo blog? http://slayeralfa.blogspot.com

Offline sp3c

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #15 em: Novembro 09, 2008, 07:18:01 pm »
O comunismo no meu ponto de vista, não resulta... A Anarquia ou a ausência de regras como queiram chamar, não resulta... uma coisa são ideais e utopias, outra coisa é a realidade...


Ordem e Progresso em regimes sem lei nem governante é um utopia, não existe...

Offline bOLT

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #16 em: Novembro 10, 2008, 06:37:23 am »
Citação de: sp3c
O comunismo no meu ponto de vista, não resulta... A Anarquia ou a ausência de regras como queiram chamar, não resulta... uma coisa são ideais e utopias, outra coisa é a realidade...


Ordem e Progresso em regimes sem lei nem governante é um utopia, não existe...

O comunismo resultava se fossem aplicados á regra os seus ideais (neste caso os ideais marxistas)... isto do meu ponto de vista
Mas não julgues o comunismo por regimes de hugo chávez,fidel castro e outros que tais... isso não é comunismo.
« Última modificação: Novembro 10, 2008, 06:42:46 am por bOLT »
"nessa tua dramática limitação mental,
 ainda acreditas que a rádio e esses canais de música
 têm algum critério de qualidade..." Pela Música Pt.1

Offline thx

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #17 em: Novembro 10, 2008, 12:52:33 pm »
Eu acredito, como tal estou disposto avançar com essa ideia, embora saiba que a partida muita gente não vai perceber. Peter Joseph elaborou este documentário para que fosse distribuído gratuitamente e para todos.
Vamos lá.... alguém mais acredita e alinha na ideia?
« Última modificação: Novembro 10, 2008, 12:53:58 pm por thx »

Offline Lok

  • Global Moderator
  • Newbie
  • *****
  • Mensagens: 0
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
[Documentàrio] Zeitgeist: Addendum
« Responder #18 em: Novembro 12, 2008, 06:53:49 pm »
[quote name=\'thx]Eu acredito\' date=\' como tal estou disposto avançar com essa ideia, embora saiba que a partida muita gente não vai perceber. Peter Joseph elaborou este documentário para que fosse distribuído gratuitamente e para [b\']todos[/b].
Vamos lá.... alguém mais acredita e alinha na ideia?[/quote]


Isso não iria dar grande resultado. Faz como eu, grava DVD's e depois ofereces aos teus amigos e familiares que por sua vez poderão emprestar aos amigos deles e assim por adiante.

A maior parte das pessoas que iria ver esse documentário simplesmente não iria entender nada. Existe uma expressão inglesa que è a seguinte "Thinking outside the box", a maior parte das pessoas não pensa dessa maneira, a mente delas está fechada dentro de um cofre. Outro dia tentei explicar como iria funcionar uma sociedade parecida com a do Projecto Venus a uns colegas meus, uma colega minha quase que entrou em pânico quando mencionei que viver sem dinheiro iria ser o ideal, simplesmente não conseguem entender para além do que têm à frente dos olhos.
There is a time when the operation of the machine becomes so odious, makes you so sick at heart, that you can't take part; you can't even passively take part, and you've got to put your bodies upon the gears and upon the wheels, upon the levers, upon all the apparatus, and you've got to make it stop. And you've got to indicate to the people who run it, to the people who own it, that unless you're free, the machine will be prevented from working at all!

 

Sitemap 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49